A proposta ◄ Voltar

"

A intervenção concentra-se no espaço compreendido entre o anfiteatro e o tardoz dos edifícios voltados para a Via Torre della Catena. Este interstício é, num primeiro momento, plenamente ocupado por um volume compacto, cuja materialidade anula as diferenças temporais seculares entre os seus limites, e cuja massa evoca a densidade própria da cidade histórica, comprimida. Esta mole, inicial e informe, é posteriormente reconfigurada por um processo de subtracção de matéria, que resulta do seu conforto com os moldes de diferentes tempos.

Do lado do anfiteatro, esse limite é fornecido por uma reconstituição, apenas provável mas simultaneamente precisa, do desenvolvimento elíptico da sua fachada, que lhe confere, sob a forma de incisões, a memória do que seria o relevo da sua cantaria. Como um fóssil, o edifício reproduzirá o negativo de uma realidade anterior, que assim é reconstruída da única forma possível: celebrando a sua ausência.

Do lado dos edifícios, o limite configura-se como o da possibilidade razoável de uma ocupação. Preservando uma distancia constante aos vários planos marginais do construído, o edifício recorta-se em formas homotéticas daqueles volumes, que reproduz no seu próprio corpo como arquétipos vazios.

Entre os dois lados, e através do piso térreo  do edifício, os escavos configuram espaços públicos que promovem a ligação entre a área arqueológica e a frente urbana. Nos pisos superiores, operações semelhantes dão origem a um sistema de cheios e vazios, que se conformam mutuamente, construindo uma estimulante relação entre o interior do edifício e a cidade no exterior, com vários graus de permeio. Ainda que o programa funcional seja provisório, esta estrutura procura afirmar-se desde já como uma espécie de microcosmos cosmopolita, na linha das actividades e vivências enunciadas no Programa de Concurso.

 Manuel Aires Mateus 

"


facebook instagram Drawing Room Store
FONSECA MACEDO - ARTE CONTEMPORÂNEA | 2017