Segunda-feira ◄ Voltar

"

Duas exposições recentes de Belén Uriel (Madrid, 1974) em Lisboa, cidade onde tem vivido e trabalhado nos últimos oito anos, mostraram o trabalho de uma artista madura, com uma rara sensibilidade para a escultura: Pedra, papel e tesoura, no Pavilhão Branco do Museu da Cidade (2013), e Lama no sapato, no Parkour (2014). As obras aí exibidas, bem como as que integraram a sua recente exposição no Museu de Wiesbaden, na Alemanha, revelam um léxico e uma sintaxe consolidados, rigor e subtileza na manipulação dos materiais, na construção de formas e superfícies, na definição de dimensões e escalas. As obras de Belén Uriel estão frequentemente indexadas a objetos reais (por exemplo, elementos de arquitetura ou de mobiliário), transformando-os, de forma radical e subtil, pelos meios e processos da escultura (da arte). Esta exposição combina trabalho apresentado desde 2012 com obras recentes e inéditas.

Miguel Wandschneider

"


facebook instagram artsy Drawing Room Store
FONSECA MACEDO - ARTE CONTEMPORÂNEA | 2017