SINAPSISMO ◄ Voltar

"

O Sinapsismo é um movimento
artístico unipessoal — proponente,
seguidor e dissidente eventual
reúnem-se na mesma pessoa —
e extingue-se no exacto momento
da sua apresentação pública:

1. O mundo chega-nos através
de sinapses.

2. A arte sempre quis saber mais
de sinapses do que do próprio
mundo, sem disso ter consciência.

3. O Sinapsismo aspira à representação
objectiva das sinapses que ocorrem
dentro do nosso cérebro.

4. Só eu posso aceder às sinapses do
meu próprio cérebro, por isso só eu
posso representá-las adequadamente
(o mesmo acontecerá com qualquer
outra pessoa que queira representar
uma sinapse).

5. Uma sinapse é uma ligação.

6. O que liga, é tão relevante como
o que é ligado.

7. As ligações balançam e fluem
continuamente.

8. As sinapses são intrinsecamente
fugidias e saltatórias; exigem, por
isso, uma atenção só comparável à
velocidade imensurável a que ocorrem.

9. É possível identificar e captar uma
sinapse.

10. É uma decisão estritamente individual
escolher os meios e o melhor ângulo
para representar uma sinapse, sendo
que qualquer intromissão externa
é não só inútil como impraticável.

11. As sinapses acontecem
independentemente da nossa
vontade e são uma fonte inesgotável
de ponderação e deslumbramento.
Nunca faltarão sinapses.

12. À representação pictórica de uma
sinapse chamo SINAPSE-MORTA.

13. A sinapse é intrínseca à própria
realidade.

14. A sinapse é inexpugnável e o último
reduto da liberdade individual.

"


facebook instagram Drawing Room Store
FONSECA MACEDO - ARTE CONTEMPORÂNEA | 2017